Violência pode acabar com o Carnaval em Barão Geraldo

0
183

A impunidade e a ascensão da violência generalizada no país podem acabar com o tradicional e alegre carnaval de Barão Geraldo.

Em 2015, cerca de 15.000 pessoas vieram somar com os baronenses a alegria do Carnaval de Barão. Algumas destas pessoas arrombaram lojas, roubaram, depredaram, não utilizaram os sanitários químicos e tiveram confronto com a Guarda Municipal e PM. Neste ano de 2016, como não haverá carnaval no centro da cidade de Campinas, espera-se mais pessoas do que no ano passado no Carnaval Barão 2016.

A Prefeitura está prevendo que não conseguirá conter possíveis atos de violência e está promovendo dificuldades para os Blocos Carnavalescos saírem nas ruas.
Uma das dificuldades impostas é a exigência de alvará na Prefeitura, com autorização da PM e DETRAN. Alvará é um fato estranho para blocos carnavalescos pois não vão cobrar ingresso, não terão lucro financeiro e trarão alegria para a população. Os blocos existem porque os integrantes gostam, carnaval e futebol são os maiores atrativos culturais dos brasileiros há décadas.
Os blocos de Barão Geraldo se recusam a pagarem e pedirem alvará.

Está evidente que o problema é a violência em ascensão que está tornando-se incontrolável pelos poderes públicos Do jeito que a segurança vai indo, restará para a população se trancar dentro de casa à noite. Muitos já fazem isto, como na idade média.

Alfredo Moro Morelli
redator do Barão em Foco

Descontrole da violência pode acabar com a alegria do carnaval em Barão Geraldo

Bloco Caxeirosas – alegria das crianças no carnaval em Barão Geraldo pode acabar
devido a escalada da violência.