Mulheres usam rede social para fazer alerta de estupro em Campinas, SP

396

Moradoras do distrito de Barão Geraldo compartilham relatos de assédio. Parque da Lagoa é apontada como a área com mais insegurança no bairro.

As moradoras do distrito de Barão Geraldo em Campinas (SP) se reuniram em uma rede social para  alertar sobre os riscos de estupro em algumas áreas. Segundo dados da Polícia Civil, foram registrados 11 casos de estupro no bairro, no ano passado.

As mulheres reclamam principalmente da falta de segurança nos arredores do Parque Ecológico Prof. Hermógenes de Freitas Leitão Filho, conhecido como Parque da Lagoa, próximo a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, desses casos, nove aconteceram no segundo semestre. Embora o número registrado seja inferior ao de 2014, onde foram protocolados 16 casos, as mulheres relatam que ainda vivem inseguras na região.

Mulheres relatam em rede social tentativa de estupro em Barão Geraldo, em Campinas (Foto: Reprodução/ EPTV)Mulheres relatam em rede social tentativa de
estupro em Campinas  (Foto: Reprodução/ EPTV)

Segundo a gerente de vendas Andreza Alexandre já houve diversos relatos de ataques na Lagoa. “O que vi [nas redes sociais] as meninas compartilhando nos grupos é que as mulheres que tem ido correr na lagoa entre 18h e 19h tem sido atacadas, em uma área do parque que não tem tanta segurança”, conta Andreza.

A estudante Sara Oliveira conta que as alunas da Unicamp costumam postar nos grupos alertando sobre os perigos. “Uma menina relatou que um homem tentou assaltá-la e ainda tentou assediar ela. Todo mundo se sente vulnerável. Precisa de mais iluminação, aqui é pouquíssimo iluminado a noite, uma quantidade maior de segurança”,  diz Sara. [Confira outros relatos na reportagem no vídeo acima]

Estímulo para ações de segurança
O especialista em segurança Ruyrillo de Magalhães afirma apesar do número de casos ser menor pode haver uma subnotificação das ocorrências. “As jovens com medo e com receio de terem o seu conhecimento de que elas foram estupradas e qualquer coisa nesse sentido elas evitam elaborar uma ocorrência”, explica Magalhães.

Magalhães ainda afirma que comunicar através das redes sociais sobre esses crimes poderá servir como estímulo para outras ações de segurança. “Essa cobrança nas redes sociais é importante para que a polícia possa realmente fazer um trabalho de investigação, um trabalho de ostensividade no policiamento em certos locais onde essas pessoas estão reclamando”, afirma o especialista em segurança.

Ainda de acordo com Magalhães, a sensação de insegurança se reduz com policiamento. “Uma orientação melhor da polícia sobre o trabalho que está sendo feito junto a essas comunidades, evidentemente pode ter umas reuniões com esses jovens, orientando eles”, diz o especialista.

Parque Ecológico Prof. Hermógenes de Freitas Leitão Filho em Campinas  (Foto: Reprodução/ EPTV)Moradoras reclama da falta de segurança no Parque da Lagoa em Barão Geraldo (Foto: Reprodução/ EPTV)

Geografia do distrito
O especialista em segurança também considera o aspecto geográfico de Barão Geraldo como um ‘facilitador’ para tentativas de estupro. ” [O distrito] É cortado por uma rodovia, tem evidentemente um distrito policial, mas isso não demonstra estar sendo suficiente para segurar o aumento da criminalidade ou pelo menos para evitar a sensação de insegurança desses jovens e, principalmente, das mulheres que estão pelas ruas em Barão Geraldo”, afirma Magalhães.

A Prefeitura de Campinas informou que está sendo feita uma licitação pública para aumentar o número de postes na cidade. Serão cerca de dois mil postes instalados na cidade, sendo 150 na região de Barão Geraldo. A expectativa é que em abril ou maio comece a instalação.

A equipe do Jornal da EPTV, afiliada da TV Globo, procurou a Polícia Militar para que fossem esclarecidos as questões relacionadas a segurança no distrito, mas até a publicação desta reportagem não houve retorno.

Fonte: G1 – Mulheres usam rede social para fazer alerta de estupro em Campinas, SP – notícias em Campinas e Região