Homicídios caem em Campinas, mas estupros têm alta de 19,4%, diz SSP

0
159

Segundo os dados, foram 227 ocorrências de janeiro a outubro deste ano.DPs que atendem Ouro Verde e Campo Grande registraram mais casos.

2ª Delegacia da Mulher de Campinas foi inaugurada
em novembro (Foto: Reprodução / EPTV)

Campinas (SP) registrou diminuição de 13% no número de homicídios dolosos de janeiro a outubro de 2016, em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), foram 90 ocorrências em dez meses deste ano, contra 104 em 2015. No entanto, os casos de estupro tiveram alta de 19,4% e passaram de 190 para 227.

Do total de casos de estupro em Campinas, 80 foram registrados no 9º e 11º distritos policiais do município, que atendem os distritos de Ouro Verde e Campo Grande. Em novembro, o governo estadual inaugurou a 2ª Delegacia de Defesa da Mulher em um imóvel anexo à 2ª Seccional, no Jardim Londres. Na ocasião, o titular da unidade informou que a nova DDM iria entender especificamente às vítimas destas duas regiões.

No distrito de Barão Geraldo, a preocupação com os registros de estupro também é grande. Algumas mulheres chegaram até a usar uma rede social para alertar sobre os casos. No 7º Distrito Policial, que atende a região, a Polícia Civil registrou 14 ocorrências do crime de janeiro a outubro deste ano.

Outros crimes
Outro crime que teve aumento em Campinas foi o de roubo de veículos. Segundo as informações do governo estadual, foram 2.790 registros nos dez meses de 2016, enquanto no ano passado o número foi de 2.372 durante o mesmo período. A variação equivale a uma alta de 17,6%.

Por outro lado, assim como os homicídios dolosos, os casos de furtos registraram redução no município. De janeiro a outubro, a polícia registrou 14.378 ocorrências do crime na cidade, contra 15.044 de 2015, que equivale a uma que de 4,4%.

O que diz o estado
A Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) informou, em nota oficial, que as vítimas de estupro podem registrar a ocorrência em qualquer delegacia e recebem suporte médico e psicológico. O governo estadual ainda informou que foi criado um grupo de trabalho para discutir “novos métodos de prevenção e atendimento para este tipo de crime”. De acordo com a nota, foi firmado um convênio com o Ministério Público para o aprimoramento dos policiais “civis e militares para tratar com vítimas de violência”.

A SSP afirmou também que, em casos de estupros praticados no ambiente doméstico, o grupo debate a implantação de um novo protocolo de atendimento. “Quanto aos casos de autoria desconhecida, o material genético do suspeito, quando possível a coleta, integra o Banco de Perfis Genéticos, administrado pela Polícia Técnico-Cientifica, com possibilidade de identificação futura em caso de reincidência. A população também tem à disposição a ‘Central de Atendimento à Mulher – 180’ para fazer denúncias sobre o tema”, diz o texto da nota.

Fonte: G1 – Homicídios caem em Campinas, mas estupros têm alta de 19,4%, diz SSP – notícias em Campinas e Região