Grupo marca protesto contra prédios em Barão Geraldo

227

Moradores se opõem à verticalização do distrito

O “Movimento Se Liga Barão”, formado por moradores do distrito de Barão Geraldo, se concentrará no próximo sábado (5), em frente à Banca Central, na Avenida  Santa Isabel, às 10h, contra  as mudanças previstas na revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). O grupo se opõe à verticalização do distrito e acredita que a construção de prédios vai “desfigurar” a região.

O movimento critica a postura do secretário de Planejamento, Fernando Pupo, que pretende autorizar a construção dos empreendimentos.

“O argumento do secretário é de que a proibição da construção de edifícios já vem sendo desrespeitada há alguns anos pelas moradias estudantis. O que ele não menciona é que se trata de edifícios de no máximo dois ou três andares, diferente da proposta de verticalização da LUOS, que permite a construção de prédios comerciais e residenciais, em áreas como a Avenida Dr. Romeu Tórtima, Estrada da Rhodia, Avenida Santa Isabel, suas ruas paralelas, uma área da Fazenda Rio das Pedras, uma outra que fica entre a Unicamp e a Rodovia Dom Pedro. Permite ainda a abertura de uma nova área comercial atrás da Unicamp. Em algumas dessas áreas não há limite de altura dos prédios”, afirmou o movimento, em nota oficial.

”Estas e outras permissões, como a ocupação de áreas verdes com enorme valor paisagístico e ambiental, provocarão a total desfiguração do distrito”, completou.

Segundo o grupo, a ideia contraria exigência de “manutenção e melhora de qualidade de vida e o desenvolvimento harmônico da região” visando o “equilíbrio ambiental”, previsto em lei de 1996.

O movimento ainda vê como reflexo da lei a verticalização generalizada e crescimento populacional de até quatro vezes no distrito, além de mais poluição do ar e sonora, problemas de trânsito e ocupação das áreas verdes.

Fonte: Grupo marca protesto contra prédios em Barão Geraldo – Jornal Local | Jornal Local