Edição de 10 anos da Mostra Curta Audiovisual Campinas vai exibir mais de 60 filmes

285
Lista de produções escolhidas foi divulgada pela organização do evento nesta sexta, 29/07. Mostra ocorre em setembro e já promove atividades paralelas na cidade

Mostra Curta Audiovisual Campinas 2016 A Mostra Curta Audiovisual Campinas 2016 divulgou nesta sexta-feira, 29 de julho, a lista dos 61 filmes selecionados para a edição comemorativa de 10 anosdo evento. Foram inscritos 365 curtas-metragens de todo Brasil este ano, um número recorde de participações em relação às edições anteriores. No total serão 915 minutos de projeção, ou seja, mais de 15 horas de filmes exibidos em 10 dias de programação da Mostra, que será realizada de 15 a 24 de setembro, com diversas atividades paralelas, como palestras, oficinas, além de intercâmbio com outras linguagens artísticas, em vários espaços culturais de Campinas. Os filmes selecionados podem ser conferidos nosite do evento.

O período de inscrições ocorreu entre os dias 30 de abril a 31 de maio e os curtas foram realizados entre 2014 e 2016.

Com a proposta de fomentar a produção local, os filmes de diretores/produtores da Região Metropolitana de Campinas tiveram novamente destaque na escolha. Assim, a RMC ocupa um terço da lista de selecionados com 20 produções locais que irão integrar as sessões de panorama regional intitulada“Curta Campinas”. Estas sessões são realizadas em formato cineclubista, com mediação dos curadores, visando potencializar a troca de conhecimentos sobre as práticas audiovisuais. Alguns filmes locais também permeiam as sessões de panorama nacional.

A fim de resgatar a memória do patrimônio cultural da cidade, as exibições que fazem parte do panorama nacional serão mais uma vez batizadas em homenagem a antigos cinemas de rua de Campinas: Bijou, Casablanca, Rink, Regente, Alvorada, Jequitibá, Windsor, Voga, Paradiso, entre outros.

Programação

Os filmes participantes apresentam variedade de linguagens, abrangendo documentários, ficções, videoclipes, experimentais e animações, incluindo desde alguns dos principais curtas do país, até filmes realizados de forma completamente independente e também produções de estudantes universitários.

“De um modo geral, o trabalho dos curadores foi priorizar a diversidade de linguagens, gêneros e formatos para a organização das sessões, sustentando o reconhecimento da Mostra como um evento que apresenta um panorama representativo da produção atual de curtas-metragens”, afirma Mariana Atauri Maurer, diretora da Mostra.

Serão exibidos alguns dos principais curtas do país premiados em outros festivais, como as ficções “À festa. À guerra”, de Humberto Carrão Sinoti, “Balú”, de Paula Gomes, “Lúcida”, de Fábio Rodrigo e “Ainda sangro por dentro”, de Carlos Segundo. Também está na programação a animação “O Quebra Cabeça de Tarik”, de Maria Leite; os documentários “Uma Família Ilustre”, de Beth Formaggini, “As Incríveis Histórias de um Navio Fantasma”, de André Bomfim e Gustavo Rosa, e o “Quem matou Eloá?”, de Lívia Perez, além de filmes realizados de forma totalmente independente, como a ficção “Ainda não lhe fiz uma canção de amor”, de Henrique Arruda, que conseguiu orçamento através de uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, e o documentário “Fine Art Photography – A Fotografia Entre a Arte e o Produto”, de Helen Quintans, atuante na região.

Também foram selecionados filmes produzidos como trabalhos universitários. É o caso da ficção “Uma bolha no pé esquerdo da Nina”, de Rodrigo Faustini, e da animação “Estado-Violência”, de Rafael Ghiraldelli, realizados no curso de Midialogia da Unicamp.

Nesta décima edição, foi destacada a importância do equilíbrio entre os gêneros através de uma sessão intitulada “Querida”, que exibirá somente filmes dirigidos por mulheres, seguida por bate-papo com coletivos. A intenção desta atividade, de acordo com os organizadores da Mostra, é provocar novos olhares e possibilitar o destaque para realizadoras, além de debater os papéis e espaços geralmente ocupados (ou não) pelas mulheres no audiovisual.

Em paralelo, estão sendo finalizadas duas sessões de curadoria especial: a “Mostrinha”, seleção infantil que visa estimular a iniciação das crianças no formato curta-metragem, e “Mercosul”, seleção de filmes latino-americanos que apresenta uma amostra do que vem sendo produzido nos países vizinhos, proporcionando ao público a criação de um paralelo com a produção nacional. Estes filmes serão exibidos como programação especial e são convidados por uma curadoria especializada.

Alguns dos filmes da programação contarão com exibição acompanhada de audiodescrição, recurso de acessibilidade para pessoas com deficiência visual ou baixa visão.

Histório e atividade gratuita no fim de semana 

Realizada em Campinas desde 2006 por produtores culturais independentes da cidade, este é o segundo ano que a Mostra Curta Audiovisual Campinas conta com apoio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC).

O evento tem o objetivo de formar público e difundir a produção nacional de curtas-metragens, proporcionando uma nova janela de exibição para o formato em uma das mais importantes cidades do interior do estado de São Paulo.

Nestes 10 anos, a Mostra se consolidou e virou referência regional entre os produtores, destacando-se como um dos mais importantes eventos no segmento e também no circuito cultural da cidade. Em sua trajetória, foram exibidos filmes de todo o Brasil e do Mercosul, somando mais de 100 horas de projeção e aproximadamente 700 filmes de curta-metragem foram apresentados em diversos espaços culturais da cidade de Campinas atingindo mais de 13 mil espectadores.

A mostra ocorre em diversos pontos culturais e praças públicas da cidade de Campinas, integrando sessões, atividades formativas e intercâmbios com outras linguagens artísticas. Além das exibições de filmes, o evento promove ações de formação por meio de palestras, debates e oficinas que visam à capacitação dos participantes. A programação é elaborada com temáticas relacionadas aos contextos da produção cinematográfica, das novas mídias, da linguagem digital e da cultura audiovisual na sociedade contemporânea.

Curta-metragem infantil filme Mostra Curtas Audiovisual Campinas Casarão A organização é da Atauri Produções que, nesta edição comemorativa, também promove várias atividades prévias desde o início de 2016, em parceria com diversos grupos culturais da cidade.

A próxima será a “Mostrinha de Férias”, neste sábado (30), com uma sessão especial infantil no Centro Cultural Casarão, emBarão Geraldo, a partir das 17h, no encerramento do período férias escolares. Na ocasião, serão exibidos quatro curtas-metragens do acervo da Mostra. São eles: “Retirantes”, “Sublime Cor do Teu Silêncio” (foto), “Lenhador” e “Azul da Cor do Mar”. A entrada é gratuita.

Serviço:

10ª Mostra Curta Audiovisual de Campinas
Data: de 15 a 24 de setembro
Filmes selecionados: www.mostracurta.art.br
Entrada: gratuita

“Mostrinha de Férias” – filmes infantis
Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Barão Geraldo – Campinas
Data: 30 de julho
Horário: a partir das 17h
Entrada: gratuita

Fonte: Edição de 10 anos da Mostra Curta Audiovisual Campinas vai exibir mais de 60 filmes | Campinas.com.br