Campinas tem queda na umidade do ar e fica em estado de atenção

276

Campinas teve queda nesta quinta-feira, 6 de agosto, na umidade relativa do ar e colocou a cidade em estado de atenção. Os índices atingiram 22,7%, às 16h, informou a Defesa Civil. O tempo seco é resultado da combinação de altas temperaturas e da falta de chuvas.

O estado de atenção exige cuidados com a saúde e o incremento de ações preventivas com relação às queimadas. Em relação à saúde, há o risco de doenças respiratórias, como asma, enfisemas, bronquite e alergias. Também podem surgir irritações nos olhos, narinas e garganta. As crianças, os idosos e as pessoas com qualquer debilidade de saúde são mais agredidos por esse conjunto de fatores.

A recomendação da Secretaria de Saúde é que as pessoas tomem bastante água e sucos naturais (no caso das crianças, os cuidadores devem estimular a ingestão de líquido); que as atividades físicas ao livre sejam suspensas no período de sol mais quente, entre 11h e 15h; e que os ambientes sejam umidificados.

Em relação às queimadas, a orientação é que as pessoas não queimem resíduos – folhas secas, pneus e outros objetos – nas ruas e em terrenos dentro da cidade, proibido por lei.

Segundo o diretor da Defesa Civil, Sidnei Furtado, “qualquer tipo de queimada deve ser evitada, pois o mês de agosto é conhecido como de estiagem e não há perspectivas de chuvas nos próximos dias”. Em caso de incêndio, o cidadão deve entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.(Carta Campinas com informações de divulgação)

cartacampinasFonte: Campinas tem queda na umidade do ar e fica em estado de atenção | CartaCampinas