Câmara aprova a terceirização dos terminais de ônibus em Campinas

0
199

Concessão será por licitação e deve valer por 20 anos, segundo o projeto.Vereadores também validaram terceirização dos 5,2 mil pontos na segunda.

Ônibus em Campinas no terminal central (Foto: Reprodução EPTV)Ônibus em Campinas no terminal central (Foto: Reprodução EPTV)

A Câmara de Campinas (SP) aprovou, em 2ª discussão, em uma sessão extraordinária nesta terça-feira (15), o projeto de lei, enviado pelo Executivo, que permite terceirizar à iniciativa privada, mediante licitação, a administração dos 11 terminais de ônibus, além das estruturas previstas quando houver efetiva implantação dos corredores do BRT (ônibus de trânsito rápido) – terminais e estações de transferência. A concessão deve valer por 20 anos e poderá ser prorrogada uma vez por mais dez.

De acordo com o projeto, a concessionária ganhadora da licitação será responsável pela execução e manutenção de todas as obras de melhorias nos terminais da cidade. Além disso, ela poderá explorar os espaços comercialmente.

Na justificativa do projeto, o Executivo destaca que a terceirização vai promover o desenvolvimento e a reurbanização do entorno dos terminais de ônibus, além de promover a criação de novos locais de emprego.

A Emdec disse ao G1, em outubro, que o município vai poupar anualmente R$ 9 milhões com a medida.

Para entrar em vigor, o projeto precisa ser sancionado pelo prefeito Jonas Donizette (PSB).

Terminais
Os 11 terminais de Campinas que devem ser passados à iniciativa privada estão localizados nas regiões Central, Ouro Verde, Barão Geraldo, Vila União, Mercado, Padre Anchieta, Campo Grande, Itajaí, Iguatemi, Parque D. Pedro e Vila Nova. Clique aqui para conferir a lista.

Pontos de ônibus
Na segunda (14), a Câmara aprovou, em segunda discussão, a terceirização dos 5,2 mil pontos de ônibus de Campinas. Em novembro, o secretário de Transportes, Carlos José Barreiro, afirmou ao G1 que 10% das estruturas devem ser trocadas em até três anos e a medida deve gerar economia anual estimada em R$ 5 milhões aos cofres públicos.

A empresa a ser contratada por meio de processo licitatório terá de garantir a requalificação dos pontos, incluindo padronização arquitetônica. Em contrapartida, ela poderá realizar a exploração publicitária dos pontos de ônibus e terá de repassar um percentual que será definido em acordo.

Danificados
Uma reportagem feita em outubro pelo Jornal da EPTV, afiliada da TV Globo, mostrou a situação precária dos terminais de ônibus de Campinas. Os espaços apresentam danos estruturais, ausência de materiais básicos como papel higiênico, e desperdício de água em alguns bebedouros.

Os problemas foram constatados em nove dos 11 terminais visitados. Na época, a Emdec disse que fazia trabalhos de conservação, mas que planejava terceirizá-los para economizar e melhorar os serviços para os passageiros.

Passageiros em Campinas esperam ônibus em terminal (Foto: Reprodução EPTV)Passageiros em Campinas esperam ônibus em terminal (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: G1 – Câmara aprova a terceirização dos terminais de ônibus em Campinas – notícias em Campinas e Região